noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo App Huawei

Quais mudanças Duilio pretende fazer no Corinthians?

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 105

Pin Duilio Monteiro Alves foi eleito o novo presidente do Corinthians. EFE/Sebastiao Moreira/Arquivo
Duilio Monteiro Alves foi eleito o novo presidente do Corinthians. EFE/Sebastiao Moreira/Arquivo

Quais mudanças Duilio pretende fazer no Corinthians?

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 105

Diagnóstico do novo presidente é que popularidade precisa ser recuperada para além dos limites do Parque São Jorge; veja medidas.

Duilio Monteiro Alves foi eleito o novo presidente do Corinthians para o triênio 2021-23 no último fim de semana, comprovando a força de Andrés Sanchez como seu cabo eleitoral no Parque São Jorge. Apesar da sexta eleição seguida da chapa Renovação & Transparência, porém, o novo mandatário sabe que precisa reconquistar apoio quando o assunto é o Corinthians além dos limites do Parque São Jorge.

Machucada pela falta de protagonismo nacional da última gestão de Andrés e pelo aumento substancial da dívida da agremiação, que deve chegar a um crescimento na casa dos R$ 300 milhões ao fim do mandato, a chapa da situação corintiana não goza de prestígio com a torcida, principalmente nas redes sociais.

Depois de alguns protestos das organizadas contra o elenco, os diretores também se tornaram alvo frequente de quem acompanha presencialmente as tomadas de decisões. Ou seja, ficou claro que serão necessárias ações rápidas para dar satisfação ao público.

Internamente a avaliação é de que é preciso melhorar a comunicação com o torcedor. Nomes como o do ex-gerente de futebol Alessandro são cotados para retornar ao clube, melhorando esse canal de diálogo perdido.

Três dos quatro responsáveis pelo departamento de futebol corintiano, Eduardo Ferreira, Jorge Kalil e Vilson Menezes praticamente não apareceram na imprensa desde que assumiram seus cargos. A ideia é reforçar a equipe e ter mais nomes falando pelas decisões do clube.

Além da gestão do principal esporte alvinegro, Duilio também pretende inovar na parte de marketing e planejamento. Uma auditoria também deve ser contratada para entender quais serão as prioridades de pagamento no seu mandato.

Um ponto fundamental estabelecido é de que os salários não podem mais ser atrasados. Passado o contexto pesado de pandemia, sem jogos, a nova chapa da situação acredita que as constantes notícias de que o Corinthians devia aos seus atletas são péssimas para a imagem do clube diante dos patrocinadores.

Outro diagnóstico é de acalmar o clima interno no clube, que também acaba respingando do lado de fora. Roberto de Andrade sofreu ameaça de impeachment e Andrés Sanchez ainda não teve as contas de 2019 aprovadas pelo Conselho Deliberativo, dois assuntos que também acabam reverberando na torcida.

Com metade dos conselheiros trieniais a seu favor, Duilio confia que, na soma com os vitalícios, terá uma boa margem para evitar ser pressionado por grupos oposicionistas com ameaças de impeachment ou de barração das finanças.

Projetos paralelos ao futebol masculino e de sucesso, como o feminino, o futsal e o basquete também estão assegurados pelo menos no começo da gestão. Há consenso de que a força do clube poliesportivo agrega muito mais no valor final do que possíveis prejuízos pontuais.

Com início do mandato programado para 4 de janeiro, o novo presidente deve definir a sua equipe nas duas próximas semanas, já iniciando um processo de transição com Andrés Sanchez. Amigo e "padrinho" do novo homem das decisões no clube, Andrés promete ser apenas um conselheiro durante a gestão. "Vou sumir do futebol", assegurou.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 61K RANK 1
LEITURAS 163M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook