noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo App Huawei

Tannure lamenta lesões no Flamengo e diz: "o preço que se paga por estar em outro patamar"

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 298

Pin Tannure lamenta lesões no Flamengo. EFE/SERGIO MORAES
Tannure lamenta lesões no Flamengo. EFE/SERGIO MORAES

Tannure lamenta lesões no Flamengo e diz: "o preço que se paga por estar em outro patamar"

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 298

Chefe do departamento médico assumiu a responsabilidade nas trocas de profissionais do setor em meio a pandemia.

Nesta sexta-feira (27), o chefe do departamento médico do Flamengo, Márcio Tannure, concedeu entrevista coletiva e foi cauteloso ao falar sobre o retorno do zagueiro Rodrigo Caio, contra o Racing, na próxima terça(1). 

"Existem chances, não podemos definiR ainda. Vamos fazer todo esforço para que ele esteja em campo. Ele estava na transição de uma lesão no joelho e teve uma lesão na panturrilha, foram lesões diferentes, como a gente pode falar que teve um erro ali na carga? É uma fatalidade, infelizmente aconteceu. Temos esse cuidado, fazer o controle".

Tannure também ressaltou o ano atípico do Flamengo e disse que não se compara com nenhum outro clube do Brasil. 

"O Flamengo é o clube que sempre libera jogadores para a seleção, é o time que jogou mais esse ano, que jogou mais ano passado, não tivemos férias nem descanso. Temos que avaliar não só o número de lesões, temos que avaliar o número de jogos e o Flamengo não é o time com o maior número de lesões em relação ao número de jogos. 

Não tivemos nenhum time que jogou quatro vezes em uma semana. O Flamengo precisa ser comparado com ele mesmo, porque nenhum time teve o mesmo cenário para poder comparar". 


Abaixo, confira outros trechos da coletiva de Tannure: 

Lesões nas seleções

Como a gente disse aqui inicialmente é um ano atípico. Nessas lesões é bom ressaltar, Rodrigo Caio se lesionou na seleção, o Pedro se lesionou na Seleção, o arrascaeta se lesionou na seleção. Gabigol foi entorse, Thiago Maia entorse traumática. É o preço que a gente paga pelo Flamengo está em outro patamar como dizem, o clube tem que aprender a conviver com isso. Os jogadores querem sempre servir a seleçao, faz parte e a gente tem que lidar com isso. 

Operação de Thiago Maia

Um atleta que pertence ao Lille, qualquer conduta médica a gente necessita da autorização do jogador, que já nos deu e também do time. Como é uma lesão complexa, não é simples, o Lille, com toda razão, gostaria de avaliar para confirmar o diagnostico. Por problemas de logística por causa da pandemia o Lille optou por contratar um profissional da Argentina que já trabalhou com eles e esta chegando aí no domingo"

Mudanças no DM

Na verdade, a gente perdeu alguns profissionais no clube em 18, em 19 perdemos outros, as mudanças foram estudas por nós mas estávamos esperando a chegada da comissão achamos que ia ter necessidade de fazer um trabalho individualizado. Os critérios foram os mesmos que utilizei para contratar os funcionários antes. Os dois médicos que estavam no clube eu contratei para a base, promovi aos profissionais. Com a saída deles, entendíamos que a gente precisava ajustar algumas coisas. 

Todas as decisões da saída do departamento foram decididas por mim, a diretoria me deu respaldo, foram todas escolhas por mim e eu assumo isso aqui completamente".

Profissionais que nunca trabalharam no futebol

Em algum momento eles têm que começar, os outros quando eu trouxe tambem nunca tinham trabalhado com o futebol, eles aprenderam e trabalharam, achamos que era melhor mudar para sempre melhorar os processos. 

BeSoccer

BeSoccer

noticias 61K RANK 1
LEITURAS 163M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook