noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Uma vitória "consistente" e "sólida" no ataque e na defesa

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 378

Pin Sérgio Conceição comentou atuação em vitória na Champions. EFE/EPA/FERNANDO VELUDO/Arquivo
Sérgio Conceição comentou atuação em vitória na Champions. EFE/EPA/FERNANDO VELUDO/Arquivo

Uma vitória "consistente" e "sólida" no ataque e na defesa

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 378

O técnico Sérgio Conceição elogiou a atuação do Porto após a vitória por 2 a 0 sobre o Olympiacos, na segunda rodada da Champions League.

Com gols de Fábio Vieira e Sérgio Oliveira, o Porto derrotou o Oymlpiacos por 2 a 0 no Dragão e conquistou seus primeiros três pontos na fase de grupos da Champions League.

Após a vitória dessa terça-feira, com a presença (reduzida) de público, o técnico Sérgio Conceição analisou a partida e destacou diversos pontos positivos na atuação de sua equipe.

“Missão cumprida contra uma equipa que é competitiva, uma equipa que está habituada a ganhar e também a este tipo de palcos. Sabíamos o que fazer, era importante sermos consistentes e sólidos a defender e atacar e foi isso que aconteceu. Percebemos o que é que o jogo estava a pedir, não só os titulares como os restantes jogadores, por isso estão todos de parabéns”, iniciou.

O treinador citou as mudanças feitas ao longo da partida: “Precisávamos de mais músculo no meio campo. A entrada do Marko (Grujic) foi importante para isso e a mudança do Marega para a direita também. Não só na organização defensiva, mas também na forma como saíamos para o ataque. Coube aos jogadores interpretar o que estávamos a pedir. Fomos ganhando o jogo na segunda parte, não só pelas mexidas mas também com os jogadores que entraram de início”.

“A seu tempo falaremos do jogo com o Marselha. Agora o importante é trabalhar com os jogadores menos utilizados para preparar um jogo igualmente importante, contra o Paços de Ferreira”, acrescentou Sérgio Conceição.

Ele pensa no jogo da competição nacional, mas também está atento a seu grupo na Champions. “O Marselha tem muitíssima qualidade. Perderam no último minuto na Grécia e hoje jogaram contra o Manchester City. É uma equipa recheada de grandes jogadores que eu conheço bem. Mas o importante agora é realçar o segundo aspeto, o público. Eram poucos adeptos mas soube bem ouvi-los outra vez a gritar golo, a cantar e a puxar pela equipa da forma apaixonada como sempre fazem. Deram-nos o calor de 40 ou 50 mil pessoas que podiam estar aqui. Sei que não é fácil sair de casa nessa altura, mas prevaleceu o amor ao clube e esta vitória é, sem dúvida, para os adeptos”, avaliou.

A estratégia de jogo

“Em relação ao último jogo fizemos três mexidas. Não foram assim tantas. O resto dos jogadores que jogaram hoje fizeram o terceiro jogo em sete dias. Isso verificou-se na segunda parte, até mexermos com a equipa e metermos alguns elementos para equilibrar outra vez, de forma a sermos mais consistentes e sólidos no nosso processo defensivo. Olhamos para cada jogo numa forma isolada, estamos a pensar num só jogo, na melhor estratégia. Dentro dessa estratégia a dinâmica funciona com os jogadores que eu considero que fazem funcionar melhor. Agora vamos olhar apara o Paços de Ferreira, um jogo difícil, e vamos escolher os mais bem preparados para interpretar essa estratégia.”

Sérgio Oliveira e Fábio Vieira

“O Sérgio dava-nos a capacidade de pressionar de uma forma que o Fábio Vieira não dava. O Fábio, por sua vez, gosta de ter o jogador de frente, pela capacidade de passe que tem. É um jogador muito evoluído. Trabalhamos essas nuances, são situações preparadas para o jogo. Não foi por ser uma fragilidade, mas sim por uma variabilidade na forma como pressionamos o adversário e o que fazemos quando temos a bola.”

“O Fábio, a par de todos os jovens que temos no plantel que fazem parte da formação, está a trabalhar bem para merecer o seu espaço. Tem o seu percurso e a sua evolução diária, é perfeitamente natural. Não só o Fábio como o Romario Baró, o Diogo Leite. Para mim o jogador não tem idade. É por aquilo que faz diariamente. É para isso que eu olho. Mas são jovens, porque têm idade de jovem, que fazem parte do clube a quem estamos muito atentos.”

BeSoccer

BeSoccer

noticias 59K RANK 1
LEITURAS 159M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook