noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Doze anos da primeira Champions de Cristiano Ronaldo

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 875

Pin Doze anos da primeira Champions de Cristiano Ronaldo. AFP
Doze anos da primeira Champions de Cristiano Ronaldo. AFP

Doze anos da primeira Champions de Cristiano Ronaldo

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 875

Em 21 de maio, mas 2008, Cristiano Ronaldo se tornou, pela primeira vez em sua carreira, campeão da Liga dos Campeões. E ele conseguiu depois de jogar uma final cheia de altos e baixos, na qual o Manchester United foi mais campeão pelo demérito do Chelsea do que por ele próprio.

Foi a primeira final da Liga dos Campeões (incluindo a Copa da Europa) em que duas equipes inglesas se enfrentaram. Manchester United e Chelsea se enfrentaram no Estádio Olímpico Luzhniki, em Moscou. Foi a primeira Champions de Cristiano Ronaldo, embora ele estivesse perto de não poder comemorar.

Mais do que a primeira Champions, foi 'sua' Champions. Ele foi o artilheiro do torneio (oito gols, um na final) e, aos 23, acabou levantando o 'Orelhuda' em Moscou.

Cristiano abriu o placar naquela noite em Moscou, mas o Chelsea, por meio de Lampard, igualou o placar. O jogo chegou aos 90 minutos primeiro e depois aos 120 com o empate em um a um. Teve que acabar sendo resolvido nos pênaltis.

E lá o português viveu seu momento crítico. Os 'demônios vermelhos' começaram chutando, e Tevez marcou o seu. Ballack respondeu pelos 'blues' marcando seu gol, e Carrick colocou o United à frente novamente.

Chegou a vez de Belletti, e voltou com Cristiano, mas a estrela emergente do United errou sua cobrança. O Chelsea assumiu a liderança na corrida através de Lampard, e Cristiano caiu em lágrimas, com o coração partido.

Ele passou de sentir o herói da noite para o vilão. Hargreaves e Cole marcaram e Nani fez o mesmo pelo United. E assim John Terry equilibrou a balança chutando para fora.

Seu erro na cobrança deu à United uma 'meia-final'. Se ele tivesse feito, o Chelsea teria vencido, mas não ganhou. O pênalti entrou em morte súbita. Anderson, 'Golden Boy' de 2008, fez seu gol.

Kalou respondeu com igual sucesso e Giggs, à prova de fogo, também. Nicolas Anelka cobrou o pênalti e errou, dando a vitória ao Manchester United.

As lágrimas de Cristiano se transformaram em alegria, e foi Terry quem chorou amargamente. O ainda jovem Luso tocou o céu da Europa pela primeira vez. Ele o faria mais quatro vezes, com o Real Madrid, e estava prestes a repetir no ano seguinte, antes de ir para a Espanha, mas o Barcelona de Guardiola o privou da coroa dupla.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 48K RANK 1
LEITURAS 139M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook