noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Cruzeiro, sem técnico e sem rumo, esgota alternativas na Série B

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 107

Pin Cruzeiro, sem técnico, esgota alternativas na Série B. Goal
Cruzeiro, sem técnico, esgota alternativas na Série B. Goal

Cruzeiro, sem técnico e sem rumo, esgota alternativas na Série B

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 107

O clube tentou a contratação de três dos quatro primeiros colocados da segunda divisão e ouviu recusas de Chamusca, Louzer e Lisca.

O Cruzeiro vive dias de incerteza na sua primeira participação na Série B: atualmente na zona de rebaixamento, com apenas 12 pontos na tabela e na penúltima colocação, o clube está sem treinador após a saída de Ney Franco, neste último domingo (11), e já parece ter esgotado alternativas na busca por um novo comandante.

Só neste ano, três técnicos já passaram pela Toca da Raposa: Adilson Batista preparou o time no Campeonato Mineiro, mas não resistiu a resultados ruins e foi derrotado pelo CRB na Copa do Brasil. Enderson Moreira assumiu o cargo durante a paralisação do futebol, mas decepcionou na Série B e foi eliminado na jogo de volta da Copa do Brasil diante do time alagoano. Ney Franco, então, só permaneceu no cargo por sete jogos.

Procurando um novo treinador, o Cruzeiro tentou trazer alguns nomes já estabelecidos na competição: enquanto Enderson e Ney Franco vinham de trabalhos na primeira divisão do Brasileirão, por Ceará e Goiás, os principais alvos do clube mineiro estavam brigando pelo título da Série B.

O grande problema é que nenhuma das sondagens trouxe resultado: primeiro, a equipe procurou Lisca, fazendo um bom trabalho no América-MG (4º na Série B), mas ouviu um "não" do técnico do Coelho. Namorou Umberto Louzer, da Chapecoense (2ª na Série B), que recusou de última hora, após parte da torcida já comemorar a chegada do novo treinador. Agora, segundo informações do GE, tentou Marcelo Chamusca, líder da segunda divisão pelo Cuiabá, e ouviu outra recusa.

Trata-se de uma mudança de perfil nos nomes especulados pelo Cruzeiro: se antes, parte da torcida chamava sua passagem pela segunda divisão como Série A2 e o time focava em treinadores acostumados a treinar clubes da elite, agora, se voltam para uma realidade mais condizente à sua situação atual - seja financeira ou técnica.

A última cartada de momento, Felipão, também já recusou uma primeira proposta da Raposa, segundo PVC, em seu blog no GE, e receberá um segundo contato após os "nãos" de Louzer e Chamusca. Neste momento, vivendo um pesadelo, o clube mineiro não parece ter para onde recorrer e vai cada vez mais perdendo possível tempo para treinamentos.

Sem poder contratar e na zona de rebaixamento da Série B, o Cruzeiro não parece ter mais alternativas que animem o torcedor e deve ir ainda mais fundo na busca por um técnico. Endividado até o talo, aposta suas fichas numa recuperação improvável para sair da beira do caos - numa piração total...

BeSoccer

BeSoccer

noticias 56K RANK 1
LEITURAS 155M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook