noscript image

"Deixei um grande clube, mas não sinto falta da Espanha"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 +13k

Cristiano adaptado a Itália. Captura/DAZN

"Deixei um grande clube, mas não sinto falta da Espanha"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 +13k

Cristiano Ronaldo, a grande estrela da Juventus, disse em entrevista a 'DAZN' que atualmente não sente falta da vida na Espanha, onde viveu por nove anos.

O atacante português deixou claro que, embora tenha boas lembranças da sua passagem pelo Real Madrid, não sente falta da vida na Espanha. Tampoco de Portugal, país onde nasceu e deu início a sua vitoriosa carreira. 

"Não sinto falta nem de Espanha nem de Portugal. As coisas são como são. Obviamente deixei muitos amigos, deixei um grande clube, que me deu muito carinho, pessoas, amigos... Mas não sinto falta do país em si, porque tudo o que tinha lá eu tenho aqui", disse o atacante.

Além disso, Cristiano assegurou que a adaptação a Itália está sendo fácil para ele: "Não vejo que tenha sido uma dificuldade para mim. Tem sido tudo muito intenso, interessante e diferente, mas me adaptei bem. Estou feliz".

Falando sobre as diferenças entre o futebol espanhol e italiano, reconheceu que é mais difícil marcar gols na Serie A: "Na liga italiana é muito mais difícil fazer gols do que na liga espanhola, porque a liga espanhola é muito mais aberta e as equipes arriscam mais. Aqui a prioridade é defender bem e depois atacar, mas na Espanha não é assim, o jogo é aberto com quase todas as equipes e na liga inglesa também".

Falou ainda sobre como ve a sua equipe nesta temporada: "Na Serie A estamos invictos, ainda não perdemos, temos tudo para ser campeões. Ainda falta muito, mas temos uma vantagem boa. Ganhamos a Supercopa da Itália, meu primeiro título. A nível individual me sinto bem, adaptado à liga italiana. Uma liga com muita qualidade, não esperava que tivesse tanta".

O craque também revelou o desejo de voltar a vestir a camisa da Seleção Portuguesa: "Tive uma conversa com o treinador e com o presidente e senti que era o momento de parar com a Seleção. Eram muitas mudanças e eu precisa de um tempo, para treinar, me concentrar. Agora já estou acostumado a Serie A, a cultura... e por isso espero continuar colaborando com a Seleção, porque é a minha casa e porque quero ajudar Portugal a chegar na próxima Copa do Mundo".

BeSoccer

BeSoccer

noticias 25K RANK 1
reads 86M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook