noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Marcos vs Prass no Palmeiras: jogos, títulos e mais

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 133

Pin Confira os números dos ídolos do gol palmeirense. Goal
Confira os números dos ídolos do gol palmeirense. Goal

Marcos vs Prass no Palmeiras: jogos, títulos e mais

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 133

Goleiros marcaram época no Palmeiras em momentos diferentes da história do clube; veja os números dos ídolos alviverdes.

O Palmeiras é um clube famoso por formar grandes goleiros. Dentre os maiores ídolos do clube na posição estão Oberdan Cattani, Valdir Joaquim de Morais, Leão e Marcos. O eterno “São Marcos”, como era chamado pelos torcedores, fez história no Palestra colecionando troféus ao longo de incríveis 20 temporadas.

Mas recentemente, um outro goleiro honrou a camisa alviverde e todos os outros grandes arqueiros da academia do Palestra. Fernando Prass participou de um momento importante da história do clube e caiu nas graças da torcida com os títulos conquistados  ao longo de sete temporadas na equipe.

Veja abaixo os principais números desses dois grandes goleiros com a camisa do Palmeiras:

Quando jogaram?

Marcos chegou para defender a equipe sub-20 do Palmeiras e fez sua estreia no time profissional em 1992. Porém, o goleiro só foi conquistar de fato a titularidade após a lesão de Velloso, em 1999, ano em que o clube conquistou o título inédito da Libertadores da América, com o goleiro camisa 12 sendo extremamente decisivo.

Após muitas temporadas como titular absoluto, as lesões começaram a atrapalhar o goleiro. Então, em setembro de 2011, o arqueiro fez seu último jogo oficial com a camisa do Palmeiras no empate por 1x1 diante do Avaí, na Ressacada. Em 2012 houve um jogo festivo para sacramentar a despedida de Marcos, no estádio do Pacaembú.

Já Fernando Prass chegou ao Palmeiras em 2013 após uma bela passagem pelo Vasco, em um momento de reconstrução do clube paulista, que estava disputando a Série B do Campeonato Brasileiro. Logo de cara já conquistou a titularidade da equipe e caiu nas graças da torcida.

O goleiro ficou no Palmeiras até o fim de 2019, mas sua saída foi um tanto quanto polêmica. O jogador falou publicamente que gostaria de ficar, mas a diretoria não renovou o contrato com o atleta.

Partidas disputadas

Em suas 20 temporadas no Palmeiras, Marcos entrou em campo em 530 oportunidades, sendo o segundo jogador que mais atuou pelo clube, atrás apenas de Emerson Leão, com 621 partidas. Marcos também é o recordista em jogos pelo clube na Libertadores (57) e no Campeonato Brasileiro (202). 

Fernando Prass não tem tantas partidas pelo Palmeiras como o camisa 12, mas está longe de ter poucas partidas. Ao longo de sete temporadas o arqueiro soma 274 atuações pelo clube.

Títulos Conquistados

A lista de títulos conquistados por “São Marcos” no Palmeiras é bem extensa. A principal conquista do arqueiro pelo clube foi, sem dúvida nenhuma, a Libertadores da América de 1999. O goleiro começou a ganhar a alcunha de santo nas quartas de final da competição, eliminando o Corinthians com uma série de milagres e defendendo a penalidade decisiva. 

A lista de Marcos ainda conta com dois Campeonatos Brasileiros (1993 e 1994), quatro Campeonatos Paulistas (1993, 1994, 1996 e 2008), uma Copa do Brasil (1998) uma Copa Mercosul (1998), um Torneio Rio-São Paulo (2000) e uma Copa dos Campeões (2000).

A galeria de troféus de Fernando Prass não é tão grande, mas também é de se respeitar. Dois Campeonatos Brasileiros (2016 e 2018), uma Copa do Brasil (2015) e o Campeonato Brasileiro da Série B (2013).

O destaque vai para a Copa do Brasil de 2015, com o goleiro sendo fundamental durante toda a campanha, mas principalmente na final, contra o Santos. A partida foi para os pênaltis. Com personalidade, Prass bateu a última penalidade e fez o gol que deu a vitória ao alviverde.

Pênaltis

Os dois goleiros eram muito conhecidos por defender cobranças de pênalti. Ao longo de sua carreira no Palmeiras, Marcos defendeu nada mais nada menos do que 33 penalidades. Somando as bolas que foram na trave ou para fora esse número chega a 45. 

Fernando Prass logo ganhou o carinho da torcida por ser um grande pegador de pênaltis, como Marcos. Como já foi dito, o camisa 1 também fez história ao marcar um gol na penalidade que deu o título da Copa do Brasil de 2015 ao Palmeiras. Marcos também chegou a fazer um gol de pênalti em partida pelo Paulistão de 2001.

 

BeSoccer

BeSoccer

noticias 44K RANK 1
LEITURAS 133M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook