noscript image

Nem Cristiano chega para parar os miúdos

Priscila por Priscila @besoccer_es - 1 +13k

O Ajax conseguiu eliminar a Juventus e segue vivo na Champions. AFP

Nem Cristiano chega para parar os miúdos

Priscila por Priscila @besoccer_es - 1 +13k

O Ajax continua a fazer história na Champions e a conquistar a Europa passo atrás de passo. Depois do Real Madrid no Santiago Bernabéu foi a vez da Juventus cair em Turim.

Ambas as equipas chegaram a esta eliminatória dos "quartos" depois de reviravoltas históricas. De um lado a Juventus comandada por Cristiano Ronaldo e com todo um reconhecimento no panorama europeu, do outro, uns pequenos rapazes que têm feito renascer o Ajax. 

Neres, De Ligt, Ziyech e companhia têm sido a surpresa da Champions e conseguiram eliminar o campeão em título, Real Madrid, com uma remontada histórica no Santiago Bernabéu, depois de perderem em casa. 

Tal como nos oitavos, nos quartos-de-final receberam na primeira mão em Amesterdão a Juventus e não foram além do empate. Um resultado que parecia mais favorável aos italianos mas que no final acabou a sorrir aos holandeses. 

A primeira ocasião de perigo apareceu para o lado dos da casa com um erro de Onana que poderia ter culminado em golo de Emre Can. Do outro lado, o Ajax sofria ao ver Mazraoui ter de ser substituido aos 10' de jogo. 

Depois dos primeiros 15 minutos do encontro as equipas começaram a ter oportunidades de lado a lado. O Ajax disparava ao lado ou com pouca força enquanto que Dybala obrigou Onana a voar para parar o remate do argentino.

Aos 28' o suspeito do costume aparece para colocar a Juventus na frente da eliminatória. Pjanic cobra um canto e Cristiano aparece por trás de toda a defesa holandesa para cabecear para o fundo da baliza de Onana. Um lance que gerou polémica e obrigou ao recurso do VAR depois de um defesa cair na área. O empurrão não foi do português mas sim do seu companheiro de equipa De Ligt. 

A Juventus estava na frente mas a alegria dos de Turim não durou muito. Aos 34' Van de Beek volta a empatar o marcador e a eliminatória. Tentativa de remate do Ajax mas a bola acaba nos pés de Van de Beek que na cara de Szczesny não falha e restabelece a igualdade. 

Aos 39' foi a vez de Szczesny errar tal como Onana no início do encontro. Tenta aliviar para os companheiros mas a bola fica num jogador do Ajax, desta vez os holandeses não conseguiram ter sucesso porque a bola bateu no braço do jogador. 

Ainda antes do intervalo Dybala lesiona-se num lance e termina a primeira metade do encontro com queixas no tornozelo. No regresso do encontro entra Kean para o lugar do capitão da Juventus. 

O Ajax entrou melhor no segunto tempo e obrigou a Juve a jogar à defesa. Aos 53 minutos aparece aquela que pode bem vir a ser a defesa da Champions. Ziyech aparece na área e dispara para Szczesny com o braço imóvel, bem para cima segurar a bola.

A Juve tentava sair no ataque mas os holandeses não permitiam. Jogadas bonitas entre os jogadores com passes soltos que deixavam a defesa da "Vecchia Signora" confusa. Aos 58' foi a vez de Van de Beek obrigar Szczesny a voar e a defender novamente. 

Aos 67 minutos, canto para o Ajax. De Ligt salta mais alto que toda a defesa "bianconera" e cabeceia para o fundo da baliza de Szczesny. Os holandeses estavam na frente do marcador e da eliminatória e o seu capitão acabava de assinar a sentença de perdão pelo erro no golo da Juve. 

Ao contrário do que se podia prever o Ajax continuava a pressionar mas agora com a Juventus a tentar fazer o mesmo. Cristiano tentava arrastar os seus companheiros para a frente mas sem sucesso. 

Aos 80 minutos surge novo golo. Ziyech faz uma jogada bonita com David Neres e acaba a marcar um golaço que premiava o seu belissimo esforço ao longo de todo o encontro. Mas o tento foi anulado porque o lateral do Ajax parte de posição irregular. Mantinha-se o 1-2 no marcador mas com o Ajax a manter a pressão na frente. 

Aos 89', a polémica do encontro. A Juve fica a pedir mão na área do Ajax. A bola bate na mão do jogador da defesa holandesa mas o árbitro mandou seguir a jogada por considerar que não foi intencional o choque. 

Final do encontro com o domínio absoluto dos holandeses e com a passividade da Juventus que se rendeu com o golo de Cristiano Ronaldo. O português que tinha como objetivo da temporada chegar à final da competição vê o seu sonho ser destruido nos quartos.

O rei da Champions fica pelo caminho e vê no título italiano a "salvação" da época que se esperava mais especial e que se ambicionava que fosse triunfante.

Com um futebol bonito, uma equipa com vários miúdos está a conquistar a Europa. O Ajax destronou o tricampeão Real Madrid e agora uma das principais favoritas à conquista do troféu, a Juventus. Fora de casa as estrelas holandesas brilham e fazem sorrir os apreciadores de bom futebol. 

Agora resta esperar para conhecer o próximo rival na Champions (City ou Tottenham) e perceber se alguém conseguirá travar os pequenos holandeses. O Ajax faz sonhar os seus adeptos e tremer os seus rivais. De uma equipa sem hipóteses começa a tornar-se no mais sério candidato a bater o pé aos principais favoritos. A última paragem do Ajax será no Wanda Metropolitano?

Priscila

Priscila

noticias 1,131 RANK 7
LEITURAS 4M RANK 7
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook