noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

O trono de Benzema é agora de Griezmann

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 9,691

Pin Griezmann voltou a liderar a França. AFP
Griezmann voltou a liderar a França. AFP

O trono de Benzema é agora de Griezmann

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 9,691

O atacante do Real Madrid perdeu o ciclo ganhador do 'les bleus'. Uma geração que será lembrada por Antoine Griezmann, que voltou a mostrar sua qualidade contra a Albânia.

A boa partida de Antoine Griezmann pela Seleção da França contra a Albânia contrastou com a ausência de Karim Benzema na seleção, especialmente por conta dos últimos dias

O atacante cumpriu recentemente três anos sem vestir a camisa do seu país, precisamente o tempo que o francês tem mostrado grande desempenho na Espanha.

Karim perdeu a Eurocopa da França, onde 'les bleus' foram finalistas, e a Copa do Mundo da Rússia, onde a França foi a grande campeã.

No encontro da seleção, destacou-se a velocidade de Kylian Mbappé, ainda que Antoine Griezmann tenha sido nesse tempo o líder e o para-raios da Seleção Francesa. O que recebeu as flores... e também as críticas.

Contra a Albânia, Griezmann continuou melhorando números que já estavam melhores do que os de Benzema. O atacante merengue jogou pela última vez com seu país no dia 8 de outubro de 2015, praticamente um ano e meio após sua estreia.

Griezmann jogou pela primeira vez com sua seleção no dia 5 de março de 2014 e, desde então, passou de uma promessa a ser líder dos seus. Antoine e Karim compartilharam apenas esse ano e meio na seleção.

Por sinal, Griezmann foi protagonista no último jogo de Benzema na Seleção da França. A equipe francesa derrotou a Armênia por 4 a 0 com gol e assistência do então jogador do Atlético de Madrid, confronto no qual Benzema se despediu com dois gols.

Até aquele momento, Griezmann tinha marcado apenas seis gols e dado duas assistências com a França. Daquele outubro de 2015 a este novembro de 2019, chegou a explosão definitiva do jogador com sua chegada ao Barcelona e uma liderança indiscutível na França e Atlético de Madrid.

Desde aqueles seis gols e duas assistências até os 30 e 20 que leva na atualidade, o atacante soube manejar o cetro de comandante da Seleção Francesa, uma tarefa bastante complicada.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 37K RANK 1
LEITURAS 119M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook