noscript image

Perto de chegar ao gol 400 em La Liga, Messi tem média inferior à de Pelé em campeonato doméstico

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 3,774

Perto de chegar ao gol 400 em La Liga, Messi tem média inferior à de Pelé em campeonato doméstico

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 3,774

É impossível comparar com exatidão eras tão diferentes e craques tão espetaculares, mas a título de curiosidade sempre vale a pena imaginar.

Ao iniciar o ano de 2019, o site oficial do Barcelona publicou uma lista de afazeres para Lionel Messi. Um pouco em tom de brincadeira, um tanto para demonstrar o quanto os seus números são espetaculares e o colocam como competidor real ao famigerado título de “o maior de todos os tempos”.

Um dos últimos itens nesta lista dizia “diminuir a diferença de gols para Pelé” em um único clube, listando 643 tentos que o Atleta do Século XX fez oficialmente pelo Santos contra os então 573 feitos pelo argentino com o Barcelona.

Ao estufar as redes do Getafe, no último dia 6 de janeiro, Messi chegou a 574 e precisará jogar a bola para o fundo das redes outras 69 vezes para igualar a marca do homem de Três Corações. Foi, também, o 399º gol do rosarino em partidas válidas pela Liga Espanhola – onde já é há tempos o maior goleador de sempre.

Se balançar as redes do Eibar, neste domingo (13), em partida válida pela 19ª rodada da Liga Espanhola, Messi alcançará o seu 400º gol no certame. Uma marca expressiva, evidente, e que nos faz perguntar: é possível comparar esta marca com alguma outra de Pelé?

O escolhido aqui foi tomar o Campeonato Paulista da época como parâmetro. O motivo é simples: na época, além de ter uma importância infinitamente maior ao que o estadual possui hoje, o Campeonato Brasileiro da época tinha tradicionalmente um formato semelhante ao da antiga Copa dos Campeões da Europa: participava da Taça Brasil os campeões de cada estado, e após duelos em mata-mata era apontado o campeão nacional. Isso além do fato de que a partir da metade final da década de 60, ganhava força o também importante Robertão.

Ou seja: ficaria muito confuso listar o Campeonato Brasileiro como equivalente ao Espanhol, além de injusto por causa da extensão territorial do nosso país e a forma como o futebol nasceu e cresceu por aqui.

No Campeonato Paulista, Pelé anotou um total de 467 gols em 410 jogos segundo o respeitado RSSSF (ícone dos registros estatísticos do futebol mundial). A média é de incríveis 1,13 bolas na rede a cada vez que entrava em campo. O seu 400º tento no estadual aconteceu em 29 de março de 1969, quando fez o segundo no hat-trick anotado na vitória por 3 a 1 sobre a Portuguesa Santista.

Quando chegou na quarta centena de gols no Campeonato Paulista, Pelé estava em seu 331 jogo. Teria, até o momento em que estufou pela segunda vez as redes da outra equipe santista, média incrível de 1,2 tentos a cada partida jogada. Se Messi chegar ao 400º contra o Eibar, será em sua partida número 435 com média de 0,9 por jogo.

Na comparação bruta, Pelé ganha. E isso não tira nem um pouco o mérito de Messi, até pelo fato de comparações deste tipo serem verdadeiras alegorias imaginárias sobre como teria sido a disputa entre os dois maiores de todos os tempos (na opinião deste que escreve aqui). O futebol na época de Pelé era outro na comparação ao atual. Exatamente por isso, ao invés de buscarmos incessantemente alguém para o posto de “melhor da história”, o ideal seria listar o melhor de cada época do futebol.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 26K RANK 1
reads 86M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook