noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Por que os jogadores do Flamengo apoiam a volta aos treinos?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 139

Pin Flamengo voltou aos treinos mesmo descumprindo recomendações das autoridades de saúde. AFP
Flamengo voltou aos treinos mesmo descumprindo recomendações das autoridades de saúde. AFP

Por que os jogadores do Flamengo apoiam a volta aos treinos?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 139

Nomes como Gabigol, Bruno Henrique e Rafinha escreveram mensagens bem parecidas de apoio à atitude do Rubro-Negro.

Em um momento no qual o Brasil já ultrapassou a marca dos 20 mil mortos em decorrência da Covid-19, que segue na sua curva ascendente no país, o Flamengo se colocou como principal interlocutor para o retorno dos treinos de seu time profissional. Dias depois de um encontro de dirigentes do Rubro-Negro e Vasco com o presidente Jair Bolsonaro, em Brasília, o atual campeão brasileiro e da Libertadores voltou às suas atividades. E com apoio em massa dos jogadores.

A grande maioria dos atletas do elenco comandado pelo técnico Jorge Jesus chegou a um consenso de seguir a linha de discurso do clube, bastante contestada em meio ao cenário da pandemia especialmente por uma dita falta de sensibilidade.

Nesta sexta-feira (22), nomes como Gabigol, Gerson, Bruno Henrique, Rafinha e outros publicaram em suas redes sociais mensagens, muito parecidas umas com as outras, de agradecimento ao Flamengo por lhe darem a oportunidade de retomar as atividades nos gramados do CT Ninho do Urubu. Confira, abaixo, alguns pontos que explicam o apoio dos jogadores à retomada das atividades.

Confiança no departamento médico

A presença do médico Márcio Tannure, que especialmente ao longo de 2019 ganhou mais confiança dos jogadores, é um dos pontos que explicam a boa-vontade dos futebolistas na retomada das atividades.

Na última temporada, vale lembrar, o desempenho do departamento médico do Flamengo foi decisivo para recuperar lesões de atletas em tempo recorde – assim como preveni-las. Vale destacar que antes de retornar às atividades, o Rubro-Negro fez uma testagem em massa nas pessoas direta ou indiretamente envolvidas no departamento de futebol. Nenhum jogador testou positivo para o novo coronavírus.

Posição de Jorge Jesus

O treinador português, obcecado pelo trabalho e talvez temeroso em ver seus atletas diminuírem o ritmo, foi outro que, desde seu retorno mais recente ao Brasil, defendeu o retorno das atividades no CT Ninho do Urubu.

Vale ressaltar que JJ não está sozinho neste tipo de opinião: em Londres, o seu compatriota José Mourinho, atual treinador do Tottenham, chegou a “furar” a quarentena para observar alguns jogadores seus praticarem exercícios físicos antes do pico de casos confirmados (que ocorreu em 12 de abril) no Reino Unido.

Atividade reduzida

Em seu entendimento, o Flamengo acredita que não fere o decreto da quarentena da prefeitura ou do governo do estado, uma vez que apesar de proibir atividades como academias e comércio, ele não cita absolutamente sobre treinos em campo aberto dentro de propriedade privada (centros de treinamentos de clubes de futebol).

Além disso, ressalta que demais atividades como mercado, padarias e clínicas, entre outros, podem funcionar com até 30% de sua lotação máxima, contanto que respeitem as determinações de distanciamento social e protocolos de segurança. As atividades no CT Ninho do Urubu estão acontecendo com 20% dos quadros de funcionários e testagem constante.

Multa da prefeitura antes do retorno oficial

Nesta sexta-feira (22), o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, informou que a partir de 25 de maio os clubes cariocas poderão voltar às atividades.

Ainda nesta sexta, o jornalista Ancelmo Góes revelou em sua coluna no jornal O Globo que a prefeitura multou o Flamengo em cerca de R$ 2 mil pelo fato de o clube ter impedido a entrada de fiscais da subsecretaria de Vigilância Sanitária no CT Ninho do Urubu. O Flamengo desconhece a punição, segundo o Globoesporte.com, e garante estar tranquilo para justificar a infração.

Covid-19 ainda cresce no Brasil

De acordo com os dados da Organização Mundial de Saúde, os casos confirmados de Covid-19 no Brasil aumentaram de 13.140 desde quarta-feira (20), dia que o Flamengo voltou às suas atividades, para 19.951 no último relatório -referente a 21 de maio. O número de mortes segue aumentando, o que reforça o entendimento da falta de sensibilidade do clube em voltar com suas atividades neste momento.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 48K RANK 1
LEITURAS 139M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook