noscript image

"Quando estás distanciado no final parece que ganhar é previsível"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 8,029

Pin Valverde deixou a euforia de lado para o jogo frente ao Alavés. EFE
Valverde deixou a euforia de lado para o jogo frente ao Alavés. EFE

"Quando estás distanciado no final parece que ganhar é previsível"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 8,029

Antes de visitar o Alavés em Mendizorroza, Ernesto Valverde compareceu diante dos meios para analisar uma semana em que o Barcelona pode proclamar-se automaticamente campeão da Liga.

O Barcelona visitará o Alavés sabendo que, em função dos resultados em Mendizorroza e no Wanda Metropolitando, onde se enfrentam Atlético de Madrid e Valência, poderá celebrar o título nesta mesma semana. A via mais rápida é vencer um Alavés em baixo de forma e esperar um deslize do Atlético. 

"Será um jogo difícil porque eles jogam muito juntos, defendem bem e têm sido muito difieis para nós nos últimos anos. Eles não estão numa fase positiva mas a nível global estão a fazer uma grande temporada. Continuam com opções de entrar na Europa e estar onde estão é um prémio para eles", disse sobre o Alavés. 

Valverde recordou que "todos" querem "fechar já a LaLiga", algo que está nas suas mãos. "Já veremos se somos capazes de o fazer. Frente ao Alavés é um encontro que chega muito seguido em relação ao anterior, vimos de semanas intensas e é possível que haja novidades", assinalou sobre possíveis rotações.

Às voltas com Dembélé e Coutinho

Quanto a Dembélé, o técnico azulgrana assegurou que "é normal que ainda não esteja a 100%", mas está certo que "pouco a pouco ganhará ritmo". O francês "traz velocidade" e se a equipa rival planear uma pressão alta ele dá "uma resposta muito boa". Questionado pela sua rivalidade por um lugar com Coutinho, Valverde não entrou em detalhes: "Temos grandes jogadores, sai um e entra o outro. Cada jogar deve procurar o seu lugar". 

"É importante ganhar a LaLiga, para nós e para qualquer um. Aqui somos muito estupendos. Queremos ganhar ao Alavés e fechar o quanto antes o título. Jogamos contra uma equipa que ainda luta por coisas e será muito complicado. O objetivo está claro", admitiu. 

Pediram ainda a Valverde para dar uma nota à equipa mas o técnico indicou o final da temporada: "Não posso dar ainda uma nota. Temos possibilidades de ganhar três títulos mas também podemos não ganhar nenhum. Vamos esperar para não ficar sem nada". 

Valoriza-se de igual forma uma Liga sentenciada semanas antes com uma que se ganhe no final? Valverde respondeu: "É verdade que quando a Liga está renhida e lutas até à última hora ou ganhas de surpresa parece que é uma alegria maior. No entanto, quando estás distanciado no final parece que seria previsivel. Neste caso, converter um título em algo previsivel é uma grande vitória".

Sergi Roberto, Semedo, Arthur, a celebração pela LaLiga...

Dois nomes sobre a mesa foram os de Arturo Vidal e Dembél, que se tornaram chaves para conseguir o ansiado triplete. "A responsabilidade é do jogador, nós treinadores o que fazemos é colocá-los ou não. Mas no final, são eles que estão em campo e jogam. O talento do Arturo e do Dembélé coloca-os dentro e o mérito é deles". 

Do duelo Sergi Roberto-Semedo na lateral direita, o "Txingurri" argumentou que "dão várias possibilidades", já que "Sergi cresceu como médio". Assim, "tudo depende um pouco do contrário". Valverde fez ainda menção a uma vez em que "jogaram os dois e não jogou Jordi Alba".

De Arthur disse que "é um jogador que tem características que se enquadram com o estilo do clube", tentando adivinhar que o brasileiro "talvez tivesse tido problemas noutra equipa". "Esperamos muito dele.", confirmou um Valverde que se mostrou calmo nas celebrações pela Liga: "Gostava que me fizessem essa questão dentro de um par de jogos se é que poderemos celebrar". 

Por último, o treinador catalão mostrou a sua tranquilidade diante da pressão que os jogadores possam sentir nesta reta final. "Os jogadores estão acostumados. A equipa respondeu em jogos com eliminatórias adversas, encontros da Champions importantes. Agora estamos tranquilos mas não nos escapa que estamos em todas as frentes e isso anima", concluiu. 

BeSoccer

BeSoccer

noticias 28K RANK 1
LEITURAS 94M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook