noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

'Sem Real e Barça venceríamos seis Liga dos Campeões'

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 1,137

Pin Scholes fala de Real e Barça. AFP
Scholes fala de Real e Barça. AFP

'Sem Real e Barça venceríamos seis Liga dos Campeões'

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 1,137

A lenda do Manchester United conquistou 11 troféus da Premier League, mas venceu apenas duas vezes a Champions.

Paul Scholes foi um dos grandes da história do Manchester United, ficando mais de 20 anos com a camisa do clube. Neste período, entre muitos outros títulos, conquistou duas Liga dos Campeões. E só não foram mais pois, segundo o próprio, Real Madrid e Barcelona também tinham elencos históricos.

Em entrevista ao podcast A Goal in One, o inglês lamentou os grandes times montados pelos rivais espanhóis. "Em qualquer outra era, teríamos vencido, quatro, cinco, seis Champions. Aí você olha para o Barcelona de Guardiola. Eles eram insuperáveis" lamentou.

O Manchester United, com Scholes, jogou 17 vezes o torneio, de maneira consecutiva de 1996 até 2013. Durante esse período, venceu duas vezes a competição, enquanto ambos Barcelona e Real Madrid saíram campeões por três ocasiões cada. No total, o clube inglês foi eliminado em cinco edições pelos arquirrivais da Espanha.

Se o clube merengue conseguiu eliminar os Red Devils dentro do Old Trafford em 1999-00, 2002-03 e 2012-13, o Tiki-Taka do Barça de Guardiola foi ainda mais cruel: bateu os ingleses em duas finais, dominando ambas as partidas e vencendo com autoridade.

"No meio de campo, você tinha Iniesta, Xavi, Busquets e Messi. Henry na esquerda. Puyol e Piqué na zaga. Inacreditável. O melhor time que eu já enfrentei, sem dúvida. Um dos melhores da história." relembrou.

No primeiro encontro entre essas duas gerações, no entanto, em uma das semifinais de 2007-08, o Manchester United eliminou o Barça, com o próprio Scholes balançando as redes. No entanto, o treinador daquele equipe ainda era Frank Rijkaard. Com Guardiola, no ano seguinte, não tiveram a mesma sorte.

Com gols de Samuel Eto'o e Lionel Messi, o clube catalão dominou a partida e saiu campeão da Europa no Estádio Olímpico, em Roma. Dois anos depois, em Wembley, palco histórico da Inglaterra, a história foi a mesma: Pedro, David Villa e novamente Messi marcaram os gols da vitória blaugrana.

"Indo mais para trás, o Real Madrid também tinha um grande time. Nós fomos destruídos uma vez no Bernabéu, 3 a 1 e não vimos a cor da bola." afirmou o jogador sobre o primeiro jogo das quartas de final de 2002-03. "Eles tinham Ronaldo, Zidane, Figo, Redondo, Roberto Carlos, Hierro, Casillas no gol...um time incrível."

E se o primeiro jogo desta eliminatória foi importante, talvez o segundo tenha sido ainda mais marcante: dentro do Old Trafford lotado, Ronaldo Fenômeno marcou três gols, deciidu a partida e saiu aplaudido do estádio dos ingleses, numa exibição marcante.

Em 1999-00, também nas quartas e no estádio do United, quem decidiu foi Raúl, que marcou duas vezes para dar a vitória - de virada - ao Real Madrid. Em 2012-13, na última Liga dos Campeões disputada por Scholes, o gol decisivo saiu dos pés de Cristiano Ronaldo, já no segundo tempo.

Se os Red Devils teriam realmente conquistado mais vezes o torneio, ninguém pode ter certeza. No entanto, o que podemos confirmar é que o futebol só tem a agradecer de poder ter visto tantos grandes times no mesmo período de tempo.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 50K RANK 1
LEITURAS 142M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook