noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Vasco conquistou a Libertadores duas vezes?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 82

Pin Vasco conquistou a Libertadores duas vezes? EFE
Vasco conquistou a Libertadores duas vezes? EFE

Vasco conquistou a Libertadores duas vezes?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 82

Cruzmaltino faturou torneio sul-americano em 1948 que foi um precursor da Libertadores atual.

Quantas títulos da Libertadores da América tem o Vasco? O time cruzmaltino conquistou o torneio em 1998, no ano do seu centenário, com um triunfo sobre o Barcelona, do Equador, na final que será inclusive reprisada neste domingo.

Mas os vascaínos podem dizer que são bicampeões sul-americanos - feito inclusive ratificado pela Conmebol. Isso porque uma equipe histórica, conhecida como o Expresso da Vitória, conquistou em 1948 a Copa dos Campeões da América, torneio precursor da Libertadores que conhecemos hoje.

"Em sua terceira presidência no clube Colo Colo, Robinson Álvarez manifestou sua decisão de organizar, em Santiago, a Copa dos Campeões da América. Durante os meses de fevereiro e março de 1948, o torneio foi levado a cabo junto aos clubes coroados de 1947. Vasco da Gama (Brasil) consagrou-se campeão", escreve a Conmebol em sua página sobre a história da Libertadores.

O torneio em questão reuniu sete forças do continente que se destacaram no ano anterior: Vasco, campeão carioca, Litoral-BOL, campeão de La Paz, Nacional, campeão uruguaio, Deportivo Municipal, vice-campeão peruano, Emelec-EQU, campeão de Guayaquil, Colo Colo, campeão chileno, e River Plate, campeão argentino. Paraguai, Venezuela e Colômbia não enviaram representantes.

Os participantes se enfrentaram no sistema todos contra todos em Santiago, no Chile, e quem pontuasse mais se sagraria o primeiro campeão do continente. Não haveria, portanto, uma final. Mas fato é que Vasco e River Plate se enfrentaram na última rodada com os dois com chances de título.

Com melhor campanha até então, aquele time cruzmaltino que era base da seleção brasileira, com nomes como o goleiro Barbosa (aquele mesmo, considerado "vilão" do Maracanazo dois anos depois), o ala Chico, o meia Danilo Alvim e os atacantes Friaça e Ademir de Menezes, só precisava de um empate diante dos argentinos.

O River, conhecido como La Máquina por reunir craques como Félix Lostau, Ángel Labruna, José Manuel Moreno e um certo Alfredo di Stéfano, à época com 21 anos, chegou a pressionar bastante, mas parou numa exibição fantástica de Barbosa, que até pegou pênalti cobrado por Labruna. A história desta partida que terminou empatada por 0 a 0 e consagrou os brasileiros foi contada pela Fifa em 2013, no aniversário de 65 anos da conquista.

Doze anos depois do título vascaíno no Chile, a Copa Libertadores da América, já com este nome, passou a ser disputada anualmente e não parou até os dias de hoje. Em seu site oficial, o clube carioca descreve o título de 1948 como "Campeão Sul-Americano de Campeões (Invicto - Primeiro Campeão da América no ano do Cinquentenário do Clube - Reconhecido pela CONMEBOL)". Já o de 1998 está assim: "Campeão da Taça Libertadores da América (Bicampeão da América no ano do Centenário do Clube).

Veja a campanha do Vasco no Sul-Americano de 1948

Vasco 2 x 1 Litoral-BOL 
Vasco 4 x 1 Nacional-URU 
Vasco 4 x 0 Deportivo Municipal-PER 
Vasco 1 x 0 Emelec-EQU 
Vasco 1 x 1 Colo-Colo-CHI 
Vasco 0 x 0 River Plate-ARG 

BeSoccer

BeSoccer

noticias 51K RANK 1
LEITURAS 143M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook